Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

Fica em mim, agora

 

 

ficaemmim,agora1.jpg

 

 

 

Preciso de ti agora.

Não como precisei ontem,

não como vou precisar amanhã,

agora... preciso de ti neste momento...

 

Fica comigo esta noite...

fica em mim, dentro e fora... em mim...

 

Que importa o amanhã se não estás agora?

Sinto que tenho de te sentir... agora,

sinto que me queres sentir... agora,

não como outrora, não...

de uma outra forma, bem mais profunda... agora.

 

E fica, sim fica em mim, fica em nós.. agora,

e nunca, nunca mais sairás de mim...

Nunca mais irás embora...

 

Fica em mim, agora...

 

 

Malik

 

Ninguém gosta de sofrer

 

 

ninguémgostadesofrer1.jpg

 

 

 

Ninguém gosta de sofrer.

Esse travão que é a razão,

nas coisas do coração,

não devia acontecer;

 

Mas porque um dia doeu

agora há que ter medo

mas amar não tem segredo,

quem não amou não viveu!

 

Há que pegar nos bocados

desses sonhos retalhados

e casá-los bem casados;

 

Não se pode desistir

ou parar de acreditar

e nunca, nunca...

deixar de sonhar...

 

Vou dispensar a razão,

vou mandá-la bugiar

vou abrir o coração

nem que seja a uma ilusão

mas eu vou voltar a amar!

 

 

Malik

 

Em silêncio

 

 

emsilêncio1.jpg

 

 

 

Queria muito dizer-te muito...

dentro de muito silêncio...

e que tu me respondesses...

afirmativamente...

em silêncio...

 

Um silêncio mais um silêncio, igual a um silêncio só...

um ser mais um ser, igual a um só ser...

almas sorrindo...

corações se fundindo...

em silêncio...

 

No silêncio da noite...

no silêncio das estrelas, do luar...

abrirmos em silêncio o livro da vida...

escrevermos o nosso poema de amor...

em silêncio...

 

Em silêncio...

 

 

Malik

 

Só...

 

 

só...1.jpg

 

 

 

Só...

Estou só, rodeado de gente,

serei uma ilha, estarei indiferente?

Sinto-me só, isolado, confuso, perdido...

Navegando um tempo sem sentido...

 

Aonde vou?

Por onde ando?

Onde fiquei?

Ou não fiquei... fui ficando...

 

Perdi-me nas ondas

da paixão pela vida,

pedaços de mim espalhados

num mar de amores passados

onde não quero voltar...

 

Minha alma sente dor

que se recusa a abrandar,

assim como um grande amor

que não veio para ficar,

a minha viagem preciso retomar

mas primeiro

preciso ficar inteiro

p’ra poder voltar a amar!

 

Só...

 

 

Malik

Cetim

 

 

cetim1.jpg

 

 

 

 

Tu foste o mais belo erro de amor

que a vida me ofereceu,

mistura de gelo e calor

de desejo arrebatador

que com fulgor nos prendeu;

 

Foste a musa inspiradora

do perfeito no meu peito,

uma força criadora,

paixão devastadora

que sem jeito, arrasou o nosso leito;

 

Emoções em turbilhão

sentimentos a gritar,

verdadeiro furacão

loucura que virou lição

que a vida me quis dar;

 

Saíste sem falar do fim

a nostalgia paira no ar,

levaste um pouco de mim,

o nosso ninho em cetim

para sempre vou lembrar.

 

 

Malik

 

Quero voar

 

 

querovoar1.jpg

 

 

 

Quero voar com as fadas

nas nuvens que são almofadas

dos que gostam de sonhar,

vaguear pelo espaço

envolver no meu abraço

aquele que está a chorar;

 

Voar sobre os continentes

observar as diferentes gentes

que não param de labutar,

tristes ou sorridentes

ricas ou indigentes

fazem o mundo avançar;

 

Voar e ter a ousadia

de procurar noite e dia

os jardins da felicidade,

mostrar a quem quiser ver

que nada tem a perder

o que vive com verdade;

 

Quero com os anjos voar

ir com eles visitar

estrelas e constelações,

trazer desse pó sagrado

que não há em nenhum lado

para aquecer corações;

 

Quero voar, voar, voar

quero voar sem parar...

 

 

Malik

 

Renascer

 

 

renascer1.jpg

 

 

 

Trazia um vazio no peito

saudade meia sem jeito

algo jamais sentido,

demorei a compreender

que a lacuna a preencher

era amor nunca vivido;

 

Chegaste de azul vestida

entraste na minha vida

verdadeiro furacão,

sinfonia em sintonia

numa tranquila harmonia

alternando com paixão;

 

Se a lareira falasse

talvez o mundo corasse

ao saber o que ela viu,

corpos despidos de pudor

em loucas noites de amor

que o desejo construiu;

 

Era uma doce loucura

amor com tanta ternura

era um novo viver,

dois amantes entrelaçados

pela vida marcados

destinados a renascer.

 

 

Malik

 

Uma criança

 

 

umacriança1.jpg

 

 

 

A criança corria, o mundo fugia debaixo dos pés

ia crescendo na onda do tempo ao sabor das marés,

oferecia magia, criava alegria, risos eram mil

seu olhar brilhava enquanto brincava no parque infantil;

 

Cantava, saltava e dançava, inocência sem dor

qual flor delicada, nascida e criada em ninho de amor,

mundo de cor, estrela maior,  arco-íris no ar

rosa sem espinho, ternura e carinho, a desabrochar;

 

Pétalas encarnadas, talvez encantadas por fada de luz

ventos de harmonia, de noite e de dia, ainda sem cruz,

da tranquila idade para a mocidade sem poder escolher

aquela criança, depois da bonança, será uma mulher;

 

Tanta felicidade lembrará mais tarde no livro da vida

da infância pura, ingénua e segura, já não permitida,

falará de saudade e da liberdade de que usufruiu

nostalgia dum tempo, tão simples e lento, que ontem partiu.

 

 

Malik

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D