Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

Desistir

 

 

desistir1.jpg

 

 

 

Desistir não é pecado

nem tão pouco uma fraqueza,

insistir em ficar ao lado

de quem te deixa isolado

isso sim, uma tristeza;

 

Amar também é deixar partir

por mais que possa doer,

a porta da gaiola abrir

sair quem tem de sair

para voltar a viver;

 

O amor não é prisão

e amar é libertar,

não há grades no coração

persistir numa ilusão

é sofrimento a evitar;

 

Tantas vezes ao voar

sem correntes nem algemado,

acaba por constatar

que o certo é regressar,

que seu lugar é a teu lado.

 

 

Malik

 

Marginal

 

 

marginal1.jpg

 

 

 

Na penumbra do luar

percorria a marginal,

a passo, bem devagar

embrenhado a escrutinar

o que é que correu mal;

 

A saudade me enganou

fez-me ver uma miragem,

não eras tu quem passou

mas meu coração pulou

iludido pela imagem;

 

Parei, abraçando o mar

que queria correr para mim,

como que a tentar mostrar

que a verdade de amar

tem princípio, mas não fim;

 

E de tanto ficou nada

tudo perdeu o sentido,

mas o vento me enlaçava

e baixinho sussurrava

teu nome no meu ouvido;

 

Inebriado pela maresia

dei por mim a pensar em alta voz

que o vento e o mar estão a torcer por nós.

 

 

Malik

 

Quarto crescente

 

 

quartocrescente1.jpg

 

 

 

Numa noite iluminada

por estrelas a bailar,

estava a lua envergonhada

ou então talvez cansada

com preguiça de acordar;

 

Estaria em quarto crescente

a explicação dessa tristeza,

ou fazia-se indiferente

por te encontrares presente

exibindo a tua beleza;

 

Não se devia enciumar

afinal gostamos dela,

adoramos o luar

que ao quarto nos vem beijar

entrando pela janela;

 

Associada à loucura

que assaltou uma dama,

para nós ela é luz pura

na paixão ou na ternura

de que é feita a nossa cama.

 

 

Malik

 

Remendar

 

 

remendar1.jpg

 

 

 

De alma dilacerada

por amor que não quis vingar,

em solidão magoada

tanta gente perguntava

como vou voltar a amar?

 

Com o coração partido

e os sonhos escacados,

é fácil ficar perdido

em emoções sem sentido

sentimentos em bocados;

 

Até que surgiu uma pista

sobre a magia que faltava,

um mago ou alquimista

que com saber de artista

toda a mazela curava;

 

Era um velho artesão

que com ternura e talento

remendava o coração

usando agulha e cordão

numa mistura com tempo;

 

Revelado esse segredo

ninguém mais ficou com medo

de voltar...

A amar...

 

 

Malik

 

Tormenta

 

 

tormenta1.jpg

 

 

 

No labirinto de amar

sempre iremos encontrar

as ratoeiras da vida,

lágrimas irão rolar

sonhos desmoronar

alegria que sai vencida;

 

Contos de fadas só em livros

ou em filmes coloridos

na tela de um cinema,

mas temos momentos vividos

com verdadeiros sentidos

já escrevemos um poema;

 

Quando a tormenta passar

abre as janelas de par-em-par

e deixa a porta encostada,

as nuvens vão-se afastar

a luz do sol vai entrar,

se eu chegar não digas nada;

 

Conversa comigo em silêncio,

perdoa-nos com um olhar

e deixa o nosso amor falar.

 

 

Malik

 

Rouxinol

 

 

rouxino2.jpg

 

 

 

Tanta é a saudade

de um tempo sem idade

que um dia nos aconteceu,

fugíamos da cidade

rumando à felicidade

na aldeia que nos acolheu;

 

Naquela casa velhinha

que não era tua ou minha

navegávamos à deriva,

em ondas e à bolina,

era servo e tu rainha

mulher da minha vida;

 

E como é bom recordar

nossa forma de acordar

aos primeiros raios de sol,

um pássaro ia-nos brindar

com melodias de encantar

talentos de um rouxinol;

 

Dizem que continua a cantar

no parapeito daquela janela,

talvez por te achar tão bela

talvez para te ver chegar.

 

 

Malik

 

Razão

 

 

razão1.jpg

 

 

 

Não te deixes navegar

nos mares da indecisão,

são tormentas a evitar,

riscos de naufragar

no mundo da solidão;

 

Esquece essa ilusão

de moldar um sentimento,

ninguém manda no coração

muito menos a razão

ou o passar do tempo;

 

Quem se perde a pensar

pelos caminhos da razão,

jamais irá encontrar

a essência de amar

que nos leva à paixão.

 

 

Malik

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D