Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

À varanda

 

 

àvaranda1.jpg

 

 

 

 

Gosto de vir até aqui

quando a vida não é branda.

Gosto desta varanda.

Gosto do velho cadeirão onde me sento confortavelmente

como quem se prepara para uma longa viagem.

Sem bagagem.

Liberto o pensamento para que voe sem tempo,

só ele sabe voar assim, para lá do horizonte

como se construísse uma ponte.

Sabendo ser selectivo,

vai de imagem em imagem

onde a censura não tem margem.

É suavemente intenso

deixando-me sempre mais leve,

sei que regresso em breve.

Gosto desta varanda.

Daqui, deste vale profundo

nem o cume da serra me impede de olhar o mundo.

 

Gosto de vir até aqui.

 

 

Malik

 

17 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D