Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

Ao acordar

 

 

aoacordar1.jpg

 

 

 

Um galo cantou

logo me acordou

ao raiar do sol,

estendi a mão

procurei-te em vão,

frio o lençol;

 

Sentei-me na cama

fiz filme de drama

oco de ilusão,

já bem acordado

ergui-me cansado

arrastei-me pelo chão;

 

Olhei o espelho

onde a batom vermelho

se podia ler,

fui trabalhar

volto ao jantar

para te amar, para viver.

 

 

Malik

 

24 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D