Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

Feitiço

 

 

feitiço1.jpg

 

 

 

Teu olhar cigano

profundo, profano

doce como mel,

fogueira acesa

desejo na mesa

manjar infiel;

 

Amor proibido

que só faz sentido

para quem o viveu,

nem todo o universo

em prosa ou em verso

nunca o descreveu;

 

É como um feitiço

a que estou submisso

de corpo e alma,

tal qual um bruxedo

coragem e medo

tempestades e calma;

 

Delírio gostoso

prazer e gozo

sem espaço nem tempo,

como uma melodia

toda a noite e dia

da qual me alimento.

 

 

Malik

 

8 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D