Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Malik, uma outra forma de poesia...

Malik, uma outra forma de poesia...

Balanço

 

 

balanço2.jpg

 

 

 

Esta noite não dormi

para fazer o meu balanço,

do muito que não vivi

do tempo que esperei por ti

dos dias de desencanto;

 

Foi um ano para esquecer

lá no fundo de um baú,

muito sonho por fazer

cansaço de tanto sofrer

só porque me faltas tu;

 

Muita lágrima verteu

com a voz bem embargada,

este ser que se esqueceu

de aceitar o que morreu

e do qual só ficou nada;

 

Se foi destino ou fado

ou falta de empenho meu,

o certo é que foi errado

caminhar para nenhum lado,

foi um ano que doeu!

 

 

Malik

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

© 2017 Malik. Todos os direitos reservados.